Você está em: Home » Programação

Exposições

Uma história do Modernismo na Pinacoteca de São Paulo
 A Pinacoteca do Estado de São Paulo, instituição da Secretaria da Cultura, apresenta na Estação Pinacoteca a exposição de longa duração Arte no Brasil: uma história do Modernismo na Pinacoteca de São Paulo. Com cerca de 50 obras de artistas como Tarsila do Amaral, Cândido Portinari, Emiliano Di Cavalcanti, Alfredo Volpi, Lasar Segall, Victor Brecheret e muito mais. Reunindo trabalhos realizados entre os anos 1920 e 1950, esta exposição dá continuidade à mostra de longa duração do museu apresentada no segundo andar da Pinacoteca. Enquanto Arte no Brasil: uma história na Pinacoteca de São Paulo trata da formação da visualidade artística e a constituição de um sistema de arte no Brasil, a mostra Arte no Brasil: uma história do Modernismo na Pinacoteca de São Paulo propõe uma leitura sobre as inovações formais do primeiro modernismo, a retomada das tradições da pintura e os novos caminhos da arte neste período. Com curadoria de Regina Teixeira de Barros, da equipe de curadoria da Pinacoteca de São Paulo. Na abertura da mostra, será lançado um guia da exposição com textos e imagens das principais obras.

Gravura e Modernidade

Gravura e Modernidade

de 15.nov a 23.out 2016

 A Pinacoteca do Estado de São Paulo, instituição da Secretaria de Estado da Cultura, apresenta na Estação Pinacoteca a exposição Gravura e Modernidade: A gravura brasileira dos anos 1920 aos anos 1960. Reunindo 201 trabalhos, a mostra traz a público um amplo panorama da produção de gravuras desses primeiros anos da modernidade no Brasil.
Nazareth Pacheco: Gota a Gota

Nazareth Pacheco: Gota a Gota

de 11.abr a 18.out 2015

Gota a Gota é fruto de um projeto criado há 4 anos para a Pinacoteca, e apresenta no elevador principal da Pinacoteca mais de 2000 gotas em bronze, com 30 diferentes formatos e tamanhos.Artista plástica mestre pela Universidade de São Paulo, Nazareth Pacheco, desde o início de sua trajetória, volta-se ao campo tridimensional. Suas primeiras peças são realizadas em borracha, e apresentam pinos pontiagudos do mesmo material.
Traduções da natureza: bancos amerindios e desenhos naturalistas
A Exposição reune uma seleção de bancos, criados por populações indígenas do Xingu e da Amazônia, todos em formatos de animais típicos destas regiões. Também são exibidos desenhos da “Viagem Filosófica” de Alexandre Rodrigues Ferreira, naturalista português que realizou uma expedição de 10 anos pela Amazônia brasileira no final do Século XVIII.
Arte moderna na coleção da Fundação Edson Queiroz
Ao longo dos últimos 30 anos, a Fundação Edson Queiroz, sediada em Fortaleza, vem constituindo uma importante coleção de arte que percorre a história da arte desde seus primórdios até a atualidade, do século XVII ao XXI. De qualidade excepcional, a presente mostra vem consolidar ainda mais o segundo andar da Estação Pinacoteca como um espaço dedicado à construção de um amplo e representativo panorama do modernismo brasileiro. 
  1. 1 - 2 - 3 -
  2. Próximo »
  3. Fim